De que forma a empresa pode criar uma estratégia de diversidade? Com Lourdes Silva

//De que forma a empresa pode criar uma estratégia de diversidade? Com Lourdes Silva

Hoje, trouxemos Maria de Lourdes Silva, profissional de Recursos Humanos, que abordará um tema muito discutido atualmente, diversidade e inclusão.

“Vamos iniciar este artigo trazendo o conceito destas palavras tão reproduzidas nos últimos
tempos. Temos ouvido com mais frequência: “D&I – Diversidade e Inclusão” e/ou “DE&I
Diversidade, Equidade e Inclusão”.

Diversidade: “Envolve todas as maneiras pelas quais as pessoas são diferentes, de uma forma
geral inclui: raça, etnia, orientação sexual, status socioeconômico, identidade de gênero,
religião, língua, idade, habilidade mental, habilidade física e pessoas com deficiência.”

Equidade: “Visa garantir tratamento justo, acesso, igualdade de oportunidades e promoção para
todos. Equidade promove justiça e imparcialidade nos processos, procedimentos e distribuição
de recursos por sistemas ou instituições. Contudo, para lidar com equidade, as pessoas precisam
entender as causas profundas das disparidades de resultados na sociedade.”

Inclusão: “Cria uma cultura em que todos se sentem bem vindos convidando ativamente todas
as pessoas ou grupos a contribuir e participar. Este ambiente inclusivo e acolhedor apoia e
acolhe as diferenças e oferece respeito a todos em palavras e ações. Então um ambiente de
trabalho é favorável, respeitoso e colaborativo. Um ambiente de trabalho inclusivo se esforça
para remover todas as barreiras, discriminação e intolerância

Fonte: https://www.infonova.com.br/gestao-de-equipes/diversidade-equidade-inclusao-deiempresas/#:~:text=Diversidade%2C%20equidade%20e%20inclus%C3%A3o%20(DEI)%20%C3%
A9%20um%20termo%20usado,de%20diferentes%20grupos%20de%20indiv%C3%ADduos.

Vivemos em um mundo diverso por natureza, com uma história onde ao longo do tempo, o que
chamamos de “grupos de minorias”, foram , invisibilizados, discriminados e excluídos. Hoje
esses grupos ganham voz e tentam mudar este cenário, mas o déficit social é grande, e ainda
está envolto em crenças limitantes e preconceitos.

Por outro lado nós temos as empresas, que entenderam o quanto a diversidade é importante
para os negócios, para o seu planejamento estratégico e para a sociedade, de uma forma geral,
e que se faz necessário reduzir esta lacuna histórica. E a outra questão, que é um desafio para
as empresas é “como garantir a real inclusão dessas pessoas?

De que forma a empresa pode criar uma estratégia de diversidade? Algumas dicas:
• Buscar diversidade e inclusão em todo o ciclo de talentos, o que significa seleção,
retenção e promoção;
• Tornar-se um empregador preferencial por causa da diversidade. Profissionais que
fazem parte dos “grupos de minorias” (negros, deficientes, mulheres em cargos
predominantes por pessoas do sexo masculino, LGBTQIA+,idade acima 50); ao tomar
conhecimento das suas ações de diversidade, se sentirão atraídos a fazer parte desta
organização;
• Aumentar a diversidade entre as lideranças;
• Desenvolver um Programa de Diversidade, Equidade e Inclusão com as ações chaves que
adotará para alcançar os seus objetivos e definir os indicadores para medir o sucesso
das ações implementadas.
Como propiciar a Inclusão:
• Disseminar informações sobre Diversidade, Equidade e Inclusão para todos os
colaboradores. Quanto maior o conhecimento sobre este tema, maior será a
internalização da importância da mudança de comportamento. É necessário que
haja comportamentos inclusivos e espontâneos de todas as pessoas;
• Treinamento sobre preconceito inconsciente para as lideranças, que serão os
principais agentes de mudança dentro da empresa;
• Rodas de conversa e suporte para os grupos de afinidades.
• Líderes imediatos, RH, equipe que cuida de Diversidade e Inclusão e outros agentes
deste processo devem estar muito atentos ao clima organizacional, à forma como
as pessoas se interrelacionam no dia-a-dia, na divisão e execução das tarefas para
verificar se todos participam e interagem de forma igualitária; e
• Reduzir o preconceito no processo de seleção.
Todo esse processo é genuinamente comportamental e cultural, por isso que é necessário
desconstruir para reconstruir nosso comportamento diante desta pluralidade. Àqueles que
fazem parte dos grupos de minorias e dos pilares da Diversidade lutam pelo direito de “FAZER
PARTE” do ambiente onde eles estiverem inseridos, do jeito que eles são e contribuírem com
aquilo que eles têm de melhor.

Você já parou para pensar o que os nossos julgamentos, ações e preconceitos geram nas outras
pessoas? Quantas vezes utilizamos em nossa fala cotidiana frases e expressões que estão
carregadas de preconceitos e não nos damos conta disso? É o que chamamos de Preconceito
Inconsciente ou Vieses Inconscientes.

Ampliar o nosso olhar para além das organizações significa dizer que a Diversidade e Inclusão
está presente em todas as nossas relações e que transcende o ambiente das empresas.
Precisamos criar uma cultura da Diversidade e Inclusão, que nada mais é ampliar o nosso olhar
em todos os ambientes, todas as situações e nos questionarmos a cada situação. É exercitar a
empatia se colocando fielmente no lugar o outro. E tudo isso não é simples, porque não se muda
a cultura de uma organização e de um país da noite para o dia.

Uma caracterização de que este processo realmente evoluiu será quando vermos os anúncios
de vagas, sem a necessidade de mencionar :”vagas especificadas para PcD”; “vagas específicas
para LGBTQIA+”; “vagas específicas para pessoas pretas” entre outras.

Veremos a seguinte divulgação: “Vagas para todas as pessoas” e a sua condição, seja ela qual
for, será apenas um detalhe dentro do processo seletivo.

Com relação a cidade será quando andarmos nas ruas e adentrarmos nos estabelecimentos e
percebemos que há acessibilidade para TODAS as pessoas em TODOS os lugares.

Diversidade e Inclusão não pode ser apenas para cumprir cotas e uma legislação, mas para
construir uma sociedade mais justa e igualitária e muitos já perceberam isto e já estão se
movimentando mas não se iluda, a JORNADA ainda é longa.”

O tema Diversidade e Inclusão para além da contratação será um dos temas abordados no CONARH que começa hoje.

2022-04-18T10:58:22-03:00