Open Source: o que é e como funciona esse modelo?

//Open Source: o que é e como funciona esse modelo?
  • Open Source

Não é mais surpresa para ninguém que a linguagem de programação é extremamente importante no atual momento da sociedade. Sua importância, hoje, pode ser comparada até mesmo com a de falar idiomas como inglês ou espanhol. No mundo tecnológico, portanto, a linguagem de programação é a língua oficial. No entanto, quando falamos em programação, não existe uma única linguagem, mas sim, várias. Porém, hoje não abordaremos uma em específico, mas sim a tendência do Open Source, uma forma de democratizar o acesso a softwares e que incentiva o trabalho coletivo entre desenvolvedores.

O que é Open Source?

O que é Open Source? 

Open Source (ou código aberto), é um termo que se refere aos softwares que, em seus projetos, permitem o acesso público. Ou seja, qualquer pessoa com conhecimentos em programação pode ver, modificar e distribuir o código da maneira que achar melhor. Seu desenvolvimento, portanto, é descentralizado e colaborativo, contando com revisão por pares e produção comunitária. Ele costuma ser mais barato, flexível e mais longínquo do que outros modelos, já que sua produção fica por parte de comunidades, e não por um único autor ou empresa.

As licenças de softwares Open Source promovem a colaboração e o compartilhamento, já que permitem que outras pessoas façam modificações no código-fonte e incorporem essas mudanças em seus próprios projetos. Existe o incentivo para que programadores possam acessar, visualizar e modificar código sempre que quiserem, contanto que permitam que outros façam o mesmo ao compartilhar seu trabalho. Isso acabou se tornando um movimento que vai além da produção de software. Isso porque usam os valores e o modelo de produção descentralizado para encontrar novas maneiras de resolver problemas em suas comunidades e setores.

Como isso funciona?

Como funciona o Open Source?

Em geral, os softwares de “código fechado” permitem que apenas os criadores realizem alterações de maneira legal. Ou seja, para que você possa interagir com o software, é preciso antes adquirir uma licença para o seu uso. Porém, por outro lado, para interagir e modificar o código-fonte dos programas Open Source, de modo geral, não é necessário realizar nenhum tipo de pagamento, já que ele é aberto ao público. No entanto, vale lembrar que nem todos os softwares de código aberto são gratuitos, pois alguns desenvolvedores podem cobrar uma taxa para liberar o uso do código-fonte ou pela venda do programa em si.

O uso do Open Source dá ao desenvolvedor mais controle para examinar o código e ter certeza de que não contém nada que não desejam ou, então, para alterar algo de que não gostam. Além disso, esses softwares também são muito úteis para auxiliar no estudo. Afinal, jovens que se interessem por programação podem usá-los para estudar e treinar suas habilidades. Dessa forma, podem compreender melhor como funcionam os aplicativos e programas e, então, se tornarem bons profissionais no futuro.

Disclaimer

Vale reforçar que, nessa postagem, não queremos afirmar se o Open Source é ou não melhor que os programas de código fechado, mas sim apresentar este conceito aos que ainda não estão familiarizados. Cada modelo tem as suas vantagens e seus contextos de uso!

Gostou desse conteúdo? Então experimente conhecer o blog da Tecnun!
Toda semana tem sempre um conteúdo esperando por você. Descubra as principais tendências do mundo da tecnologia, leia entrevistas com profissionais de muito gabarito na área e receba dicas bem valiosas para o dia a dia de seu trabalho!

Conheça as nossas redes sociais!

Visite e nos siga no Instagram
Conheça e curta nossa página no Facebook
Se conecte e nos siga no LinkedIn

 

2021-07-16T13:46:31-03:00Tags: |